Este website só é possível devido à publicidade nele contida.
Por favor desligue o seu bloqueador de publicidade neste site, e ajude-nos a mantê-lo no ar.
Obrigado.
Clique em OK para obter dicas de pesquisa neste critério


OK                        
Este critério de pesquisa está acessível apenas a Membros VIP.
Se já é Membro VIP faça Login. Para se tornar Membro VIP clique aqui.


                        
EnglishPortuguês




Pedro Homem de Mello

Letristas e Outros - Actualizado em Dezembro 23, 2009
Vê-se que tem dentro de si todos os grandes poetas portugueses, uma espécie de memória orgânica...

... que vem dos cancioneiros de Bernardim e Camões, dos romances e cantares populares.. (Manuel Alegre)

Pedro Homem de Mello começou a escrever versos ainda criança, enquanto vivia em Águeda na casa da dua família; apesar de afastado da influência das novas correntes literárias, escrevia já com uma intuição poética e uma intencionalidade inegáveis para quem o lia.
A sua extensa obra encontra-se dispersa pelos vinte e dois livros que escreveu, no período que se estendeu de 1934 a 1979.

O Povo, a força que dele emana e que fazia vibrar a alma do poeta; a solidão, a amargura pelas paixões impossíveis, todos estes elementos constituem a raiz da sua poesia.
Se, por um lado, o brilho do sol e dos rubros trajes do Minho que o apaixonava o conduziram ao Bailador de Fandango ou à Canção de Viana (alguns dos seus poemas mais fervoroso), noutros momentos foram as paixões e desejos impossíveis, transformados em desespero, descrença e destino fatal, o caminho para composições soberbas como Naufrágio, Pântano ou Oásis.

Foi Alan Oulman quem vislumbrou nas palavras de Pedro Homem de Mello as melodias que, mais tarde, ganharam universalidade na voz única de Amália Rodrigues. Melodias de uma pureza quase visceral, que entraram no universo colectivo dos portugueses, tendo sido desde então recriadas, revistadas e mesmo reinventadas por todas as posteriores gerações de artistas. Sentimentos, convicções e desejos que afloram a cada verso, a cada rima, numa toada de beleza e emotividade profundas e inconfundíveis.
Patrícia Costa

Comentários 

#1 bruno miguel 2011-01-19 12:26 é e sempre será um grande homem… : :lol: : Citação
Uma fragrância sedutora só para homens!

Loja Online

O fado operário no Alentejo - Paulo Lima
O fado operário no Alentejo - Paulo Lima
€35.00


Cristina Gonçalves - Porto meu
Cristina Gonçalves - Porto meu
€15.00


Ercília Costa - A santa do fado
Ercília Costa - A santa do fado
€15.00


Michel Giacometti - Filmografia Vol.08
Michel Giacometti - Filmografia Vol.08
€8.90


Michel Giacometti - Filmografia Vol.11
Michel Giacometti - Filmografia Vol.11
€8.90



               

Redes Sociais

       

Newsletter

Subscreva a nossa Newsletter.

Portal do Fado


©2006-2017 Todos os direitos reservados.