EnglishPortuguês




Fernando Farinha

Fadistas - Actualizado em Abril 26, 2014
Talvez poucas pessoas saibam que esta figura tão típica da cidade de Lisboa e da sua memória nasceu, afinal, no Barreiro, em 1928.

O seu pai, barbeiro, decide tentar a sorte na capital e, com 8 anos, o pequeno Fernando vem viver para o bairro do Bica.
 
No ano seguinte canta pela primeira vez em público, num concurso entre bairros. Triunfante, com alcunha logo ali ficou: o "Miúdo da Bica". Com 11 anos, por morte o pai, torna-se profissional do fado, para o que foi precisa licença especial. Apoiado pelo conhecido empresário José Miguel, vai ganhar 50 escudos por noite no Café Mondego. Pela mão de Fernando Santos, jornalista e autor, entra ainda criança no Teatro de Revista (Boa Vai Ela), na qual se estreia, igualmente, Laura Alves. Aufere 100 escudos por noite. Assim ampara a família.O percurso das casas de fados será o seu destino nos anos que se seguem: Retiro da Severa, Solar da Alegria, Café Latino.

Com 23 anos vai pela primeira vez ao Brasil. Aí estará durante quatro meses, actuando nas rádios Tupi e Record, de São Paulo. Ao longo de toda a década de cinquenta internacionalizará, progressivamente, a sua carreira junto das prósperas comunidades portuguesas, sobretudo do Brasil.
 
Em 1957 é nomeado "A Voz mais portuguesa de Portugal", pela Rádio Peninsular.
Presente na televisão desde os seus alvores, Fernando Farinha participa no programa Melodias de Sempre.

A década de sessenta é o culminar da sua popularidade. Segundo classificado em 1961, triunfa em 1962 como Rei da Rádio. No ano seguinte vence o primeiro galardão "Disco de Ouro", à frente de Calvário e de Tudela. Em 1963 ganha o Oscar da Casa da Imprensa para melhor fadista. Participou nos filmes O Miúdo da Bica e Última Pega.
Continuou a sua carreira nas décadas seguintes, actuando sobretudo para as comunidades de emigrantes. Uma das suas facetas menos conhecidas é a sua capacidade como letrista e poeta popular.

A sua carreira foi de 53 anos em que lançou gravações de emormes éxitos como Belos Tempos, Deus Queira, Não Isso Não, Destino Marcado, Canção de Lisboa, Fado das Trincheiras e centenas mais.
Em 1963 foi premiado Rei da Rádio e o seu sucesso encontrou-o durante as décadas de 60 e 70.
 
Foi um artista muito querido pelos emigrantes Portuguêses espalhados pelo mundo e realizou diversas digressões pelo estrangeiro e foi numa delas ao Canadá em 1984 que o conheci pessoalmente e mantive como amigo até à sua morte em 1988.
Era uma pessoa simples, nostálgica e gostava de discutir política.
Disposto para ajudar, foi um grande poeta e tocava viola aonde musicou diversos dos seus poemas.
Foi casado cerca de quarenta anos e sem filhos; morou mais de trinta anos na mesma casa na Rua Maria Pia que eu frequentei várias vezes.

Foi um dos primeiros fadistas a gravar e actuar com a presença do instrumento viola-baixo tocado pelo Joel Pina no celebrado Conjunto de Guitarras de Raúl Nery.
Foi respeitado por outros artistas afastados do fado e seus grandes amigos foram Tristão da Silva, Manuel de Almeida, Raúl Nery e António Calvário.

 

Comentários 

+1 #1 joao almeida 2009-01-15 01:43 eis como vai o nosso fado nomes como o fernando farinha , alfredo marceneiro ,julio vietas,joaquim campos,que alem de grandes fadistas deixaram uma obra incrivel no fado e tirando o alfredo marceneiro mais nenhum deles é falado se calhar se o apelido deles fosse carmo,braga,per eira,bastos ou moutinho tinham ainda hoje uma fama inalcançavel.senhores que se dizem fadistas tenham um pouco de vergonha e estejam calados Citação
#2 ALEX MADEIRA 2009-12-05 22:34 indiscutivel realmente o valor deste pequeno grande homem; GRANDE FERNANDO FARINHA,era um fora de serie, a dicçao,o poder de afinaçao,a projecçao da sua voz, foi um fadista exemplar!!
e andam pra ai uma certa boa quantidade de artistas a dar recados de fado e a pensarem que teem talento!!
Citação
#3 mota 2010-01-19 10:40 fernando farinha um dos maiores,senão o maior.as altas entidades poderão esquecelo mas o povo nao o esquece,fadista s com F grande resta-nos CARLOS DO CARMO,no femenino há alguns valores no masculino as coisas estão pretas,andam por aí muitas vozes a desvirtuar o fado.para minha mágua. soudações fadistas Citação
#4 joca 2010-02-03 19:31 eu assino por baixo tudo o ke diz o Alex Madeira tens toda a razão amigo esta malta nao sabe o ke diz e só come o ke lhe dão a comer nao sabem proucurar ouvem as gritarias e acabou.este senhor deixou uma obra incrivel desde poemas a musicas e se nao sabiam o senhor Fernando Farinha era um bom viola de fado mais uma para o palmares de um GRANDE do fado Citação
#5 mi 2011-06-27 22:32 :-) Cresci ouvindo Fernando Farinha um verdadeiro Rei. Citação
#6 Alberto Saraiva 2011-07-08 00:06 É evidente que o Fernando Farinha foi um grande Fadista,e ombreou com os melhores da sua geração.A sua voz bem timbrada e cristalina não será esquecida.Faço um pequeno programa de fados numa Rádio local,e regularmente ponho no ar a sua excelente voz.`É o que posso fazer em memória do nosso caro Miudo da Bica. Citação
#7 ceu simoes 2011-08-04 21:55 adoro fernando farinha.tive a sorte de o ouvir cantar em frança, era uma pessoa muito simples, e uma voz encantadora.tenho muitas saudade de o nao tornar a ouvi lo sobretudo um fado chamado"ela passou" que nao consigo ouvir no you tube. Citação
#8 Carlos Branquinho 2013-12-07 15:31 Foi um fadista que jamais ficará esquecido dos portugueses,é uma voz sempre actualizada.As letras que nos deixou, sempre que oiço balbuciam-me as lágrimas eram fados que entravam no coração.Nunca esquecerei a voz deste homem que infelizmente nos deixou cedo de mais. Citação

This content has been locked. You can no longer post any comment.


Um perfume para mulheres de sucesso!

Loja Online

Deolinda - Canção ao lado
Deolinda - Canção ao lado
€13.00


Ercília Costa - A santa do fado
Ercília Costa - A santa do fado
€15.00


Amália Rodrigues - En español
Amália Rodrigues - En español
€13.00


Michel Giacometti - Filmografia Vol.02
Michel Giacometti - Filmografia Vol.02
€8.90


André Baptista - Um fado nasce
André Baptista - Um fado nasce
€18.00