EnglishPortuguês

Como tudo começou... os primeiros anos de Amália Rodrigues

Passava-se o ano de 1920. Uma família pobre oriunda da Beira Baixa tentava a sua sorte na capital.E foi nesse mesmo ano a 1 de Julho, que nasce no pátio de uma casa pequena e humilde na Rua Martim Vaz, Amália da Piedade Rodrigues.

Com apenas 14 meses, Amália da Piedade Rodrigues vê os pais partirem para a terra, ficando a morar em Lisboa com os avós maternos. Toda a sua infância se passou em casa dos avós, longe dos pais e dos irmãos que moravam no Fundão.

Aos 4 anos já Amália encantava as vizinhas que lhe pediam sempre mais cantigas. Como ela própria dissera «já ganhava a vida a cantar!». Depois pelos 12 anos cantava os tangos do Carlos Gardel que ia ouvindo nas fitas.

Em 1934, a família sai novamente da província, instalando-se em Lisboa. Amália passa a viver com os pais e os irmãos. No cais da Rocha vende fruta com a mãe, Lucinda Rebordão, e a irmã Celeste. É então notada pela sua voz e com apenas 16 anos sai como solista na marcha de Alcântara.

Uns anos mais tarde, o seu irmão Filipe leva-a às escondidas à academia de Santo Amaro em Alcântara, para participar no concurso de Primavera no qual era escolhida a melhor fadista. Quando acaba de cantar é aplaudida pelas famílias de todas as outras concorrentes, coisa que não acontecera com mais nenhuma. Daí que as outras não gostaram nada e ameaçaram abandonar o concurso se ela ficasse.

Perante isto, Amália decide deixar o concurso. Mas é nestes ensaios da academia de Santo Amaro que é ouvida por um senhor conhecido do Santos Moreira, este insiste com Amália para que vá ser ouvida ao Retiro da Severa. Numa tarde aparece então para se fazer ouvir.


O guitarrista que a acompanha diz-lhe que a voz dela destoa. Vai-se embora triste, mas Filipe Pinto, que assistira a tudo vai ter consigo e pede-lhe que volte uns dias mais tarde. É então acompanhada pelo mestre da guitarra Armandinho, que a meio do fado pára de tocar e diz: «Mas que linda voz!». Assim fora descoberta a rapariga tímida e humilde que se tornou na maior voz portuguesa de todos os tempos.


O êxito no Retiro da Severa faz com que todas as casas de Fado a queiram contratar. Amália atinge uma popularidade sem precedentes. Ercília Costa, Berta Cardoso, Hermínia Silva e Alfredo Marceneiro eram os ídolos máximos do Fado, mas com a aparição de Amália tudo se iria modificar.
Catarina Rocha


Artigos Relacionados


PROCURA e OFERTA de Músicos!
Não procure mais... está tudo aqui!

Redes Sociais

     

Newsletter

Mantenha-se actualizado com as novidades do Fado.

Portal do Fado

©2006-2024  Todos os direitos reservados.