EnglishPortuguês

Fado Madrid 2021 celebra Lisboa com Carminho, Camané, Mário Laginha e Teresinha Landeiro

Arquivo - Setembro 29, 2021
A 11.ª edição do Festival Fado Madrid tem como tema Lisboa e junta no palco do Teatro Real, no dia 17 de Outubro, fadistas de três gerações: Camané (com Mário Laginha), Carminho e Teresinha Landeiro.

O programa foi anunciado esta quinta-feira na Mesa de Frades: a edição de 2021 do Festival Fado Madrid tem por tema Lisboa e a “embaixada” fadista à capital espanhola é composta por Teresinha Landeiro, Camané (com Mário Laginha) e Carminho, que actuarão no Teatro Real, no dia 17 de Outubro, pelas 17h30, 19h e 21h30. Antes, como é hábito no festival, haverá uma exposição, Lisboa y el Fado (às 10h), e uma conferência com o mesmo nome (às 11h), na qual participam Maria de Lurdes Vale e Ivan Dias, cujo filme Carlos do Carmo - Um Homem no Mundo será ali exibido às 15h30. A antecedê-lo (12h), estará Lisbon Story, de Wim Wenders.

Criado em Madrid, em 2011, o festival foi-se alargando a outras cidades espanholas e também pelo mundo, somando em 2020 – segundo a organização – um total de 16 cidades em 12 países: Madrid, Barcelona, Sevilha, Buenos Aires, Bogotá, Lima, Santiago do Chile, Rio de Janeiro, São Paulo, Cidade de Panamá, Quito, Rabat, Casablanca, Xangai, México e Maputo. No mesmo período, e ao longo de dez edições, realizaram-se 130 concertos, 83 conferências, 31 exposições e 98 projecções de filmes, registando-se um total de 246.698 espectadores.

Os três nomes que integram o cartaz deste ano já participaram em edições anteriores, Carminho em sete (entrou logo na primeira, em 2011), Camané em cinco (a partir de 2013) e Teresinha Landeiro em duas, nas de 2018 e 2019, mas noutros palcos que não o de Madrid.

Os álbuns mais recentes servirão de mote aos espectáculos, mas associados ao mote “Lisboa”. Carminho, que em 2018 lançou Maria, acha que o tema “Lisboa”, embora tenha sido muito cantado (e até há uma Maria Lisboa, de David Mourão-Ferreira e Alain Oulman, cantada por Amália), “tem muitas nuances, porque há a personificação de Lisboa como uma mulher que tem os bairros aos seus pés, essa força feminina, e eu tentei canalizar a minha abordagem nesse sentido. Em vez de ser só o disco Maria, há Lisboas que me dizem qualquer coisa e vão estar presentes.”



Artigos Relacionados


PROCURA e OFERTA de Músicos!
Não procure mais... está tudo aqui!

Redes Sociais

     

Newsletter

Mantenha-se actualizado com as novidades do Fado.

Portal do Fado

©2006-2024  Todos os direitos reservados.