EnglishPortuguês

Mariza "jogou" e venceu em casa

Archive - Novembro 10, 2007
A fadista Mariza não arrecadou o Grammy Latino para o qual estava nomeada, mas juntou, na noite de anteontem, 14 mil pessoas, que esgotaram o Pavilhão Atlântico, em Lisboa.

Pavilhão Atlântico - Lisboa - 08/11/07

A fadista Mariza não arrecadou o Grammy Latino para o qual estava nomeada, mas juntou, na noite de anteontem, 14 mil pessoas, que esgotaram o Pavilhão Atlântico, em Lisboa.

A notícia foi dada pela própria fadista na parte final da sua actuação "Como vêem, fiz bem em escolher ficar aqui", disse, interpretando logo de seguida um fado emblemático, "Oh, Gente da Minha Terra", de Amália Rodrigues e Tiago Machado.

O concerto abriu com a exibição de imagens do filme "Fados", de Carlos Saura, actualmente em exibição nas salas.

Depois disso, a fadista passou em revista vários dos seus sucessos, desde "Cavaleiro Monge" a "Transparente", passando por "Primavera" e "Meu Fado, Meu Fado".

A fadista foi acompanhada pela Sinfonieta de Lisboa e pelos seus músicos habituais Luís Guerreiro (guitarra portuguesa), António Neto (viola), Vasco de Sousa (viola-baixo) e Viky e João Pedro Ruela (secção rítmica).

Mas houve mais. É que o espectáculo contou com vários convidados amigos da fadista. A saber Carlos do Carmo, Filipe Mukemba, Tito Paris, Ivan Lins e Rui Veloso, com os quais interpretou diversos temas.

Alturas existiram em que a fadista abandonou o palco para dar lugar aos seus amigos. A intervenção mais aplaudida foi, como é natural, a de Carlos do Carmo - o fadista cantou "Canoas do Tejo" e conseguiu pôr 14 mil vozes a cantar "Lisboa Menina e Moça", naquele que foi um dos momentos mais emocionantes de toda a noite.

Tito Paris também lá esteve, já que o concerto pretendia celebrar a lusofonia. O músico cantou "Saudade", de Cesária Évora, em dueto com a protagonista ptrincipal da noite.

Minutos depois, foi a vez do brasileiro Ivan Lins dar um ar da sua graça, com "Madalena", "Passarela no ar" ou "Começar de novo".

Rui Veloso juntou-se à festa quase no final, interpretando peças como "Transparente", "Jura" e "Não queiras saber de mim".

O concerto durou duas horas. Não faltaram fados como "Loucura" (logo a abrir), "Barco Negro", "Maria Lisboa", "Cavaleiro Monge", "Feira de castro", "Primavera" ou, entre muitos outros, "Meu Fado meu".

Recorde-se que este espectáculo aconteceu poucos dias depois de Mariza ter regressado de uma digressão nos Estados Unidos, onde actuou em salas como o Carnegie Hall de Nova Iorque ou Disney Concert Hall de Los Angeles. Pelo meio, a fadista portuguesa participou no famoso programa televisivo de David Letterman. Os seus concertos no outro lado do Atlântico não passram propriamente despercebidos, tendo recebido o aplauso de grande parte da crítica.

Para um futuro próximo, a fadista tem agendados concertos em Bruxelas (amanhã) e na Holanda Amesterdão (dia 18) e Tilburg, três dias depois.

Em meados de 2008, Mariza deverá lançar mais um disco. Em princípio, o álbum será produzido por Javier Limón, um conceituado produtor espanhol e compositor de flamenco. Este será o quarto álbum de originais de Mariza, sucedendo a "Transparente", "Fado Curvo" e "Fado em Mim". A fadista tem ainda editados os álbuns ao vivo "Live in London" e "Concerto em Lisboa".

Apesar de não ter recebido o Grammy, Mariza Mariza já foi distinguida com vários galardões, como, por exemplo, o European Border Breakers Award ou o Prémio Amália Rodrigues.
/ Lusa



Related Articles


Não procure mais... está tudo aqui!
Não procure mais... está tudo aqui!

Social Network

     

Newsletter

Subscribe our Newsletter.
Stay updated with the Fado news.

Portal do Fado

© 2006-2024  All rights reserved.