EnglishPortuguês

Amália/ Vinicius

Discos - Novembro 16, 2006
Decca / 1970
«Dezembro de 1968. Dezanove de Dezembro. Vinicius parte amanhã para Roma onde irá passar o Natal. Esta noite em casa de Amália há uma pequena festa de despedida.(...)»

Por entre a penumbra que está na sala começo a distinguir alguns rostos: a Amália, o Vinicius, a Natália Correia, o Oulman, o José Carlos Ary dos Santos, ... mas nem há tempo para saudações; é justamente o Ary dos Santos quem vai recitar» ...
David Mourão Ferreira 

É desta forma que a voz calorosa do poeta David Mourão Ferreira nos convida a entrar em casa de Amália e participar numa noite inesquécivel da qual, felizmente, ficou um registo. Podemos viajar do Inverno de um Portugal da ditadura até ao Verão do sotaque brasileiro de Vinicius de Moraes, comer a poesia de Natália Correia, beber a emotividade de Ary dos Santos e regressar ao mais bonito Portugal que é a voz de Amália.

Da Gaivota ao célebre Monólogo do Orfeu, da Viana de Pedro Homem de Mello às prostitutas do Brasil, das Saudades do Brasil em Portugal à Formosinha de Elvas, do Caco de Ary dos Santos à Defesa do Poeta, do Portugal de Peniche ao Portugal diferente que viveu esta noite... é o que percorremos neste encontro entre «samba, poesia e (...) fado».

Brasil e Portugal, guitarras e violão brasileiro, Amália e Vinicius, tristeza e felicidade, mas no fundo, amor pela vida é o que fica depois de ouvir este serão maravilhoso... «P'ra quê chorar/se o sol ja vai raiar/se o dia vai amanhecer ...».
Miguel Amaral


Artigos Relacionados


PROCURA e OFERTA de Músicos!
Não procure mais... está tudo aqui!

Redes Sociais

     

Newsletter

Mantenha-se actualizado com as novidades do Fado.

Portal do Fado

©2006-2024  Todos os direitos reservados.